Como passar em concursos públicos - a segunda aprovação consecutiva | webcid
Utilizamos cookies neste website para personalizar conteúdos e anúncios com o objetivo de fornecer recursos de mídia social e análise de tráfego. As informações de uso do nosso site são compartilhadas com parceiros de mídia social, publicidade e análise. Só utilize este website se concordar com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade além das políticas para os serviços de terceiros utilizados neste website.
webcid.com.br

Como passar em concursos públicos

Quem já passou em concursos públicos fala como conseguiu ser aprovado.

 


Como foi minha segunda experiência em concurso público

Depois de ver meu nome na lista dos aprovados, no primeiro concurso que participei, os ânimos aumentaram então parti para o segundo concurso. Nesse concurso eu tinha a obrigação de prestá-lo, se não quisesse perder meu lugar na secretaria da escola na qual trabalhava, como contratado.

Fiz a inscrição e fiquei guardando o dia da prova. Mais uma vez não estudei, confiei apenas nos meus conhecimentos adquiridos ao longo do tempo, ainda não tinha terminado meu terceiro curso de nível médio. Continuava com dois empregos e estudava. O fato de ter outro emprego além daquele contrato não me deixou preocupado, se fosse aprovado, ótimo, se não fosse aprovado, tudo bem, quando terminasse o contrato, continuaria apenas no outro emprego e procuraria outro. A vantagem de trabalhar em dois lugares é o fato de que a gente fica tranquilo, se um não der certo ou se surgir uma oportunidade melhor e precisar deixar um dos empregos, a gente deixa sem preocupação.

Chegou o dia da prova e eu fui faz&ecird;-la, com a cara e a coragem. Fiz a prova, tranquilo, e fiquei aguardando o resultado. Para minha alegria fui classificado. Os dois empregos continuaram garantidos. O contrato venceria em dezembro e a convocação para o concurso aconteceria também em dezembro. Era terminar o contrato e assumir o mesmo cargo, de forma definitiva. A estabilidade só aconteceria após o estágio probatório, mas eu não sabia disso.

Análises da minha segunda experiência:

  1. Não sei como me saí na prova, só sei que fui aprovado. Não peguei gabarito (eu nem sabia disso), o importante foi ter sido aprovado. Uma coisa é certa, outros candidatos ou estavam menos preparados que eu ou eu tive mais sorte que eles. Minha preparação de estar cursando o terceiro curso em nível médio mais uma ves fez a diferença.
  2. Estar tranquilo na hora da prova é fundamental. Quanto maior o nervosismo, maiores são as chances de errar uma questão que a gente não está seguro e as chances de dar um "chute" bem dado se anula.
  3. Quanto mais vezes voc&ecird; é aprovado, mais chances de ser aprovado novamente voc&ecird; tem. Sempre que tiver a oportunidade de prestar um concurso, não perca tempo, inscreva-se, estude e faça a prova. Mesmo que por algum motivo não compense ou voc&ecird; não queira a vaga, mas quer outra similar com melhor salário ou que tenha outras vantagens, não perca tempo, treine.
O que mudou para os concursos atuais:
  1. A concorrência aumentou consideravelmente para os concursos que tem salário melhor;
  2. Os candidatos estão mais preparados, apesar de que metade dos candidatos ainda irem fazer a prova sem preparo algum;
  3. As exigências dos concursos aumentaram em face da quantidade de candidatos ser cada dia maior;
  4. A estabilidade, que ainda vigora no serviço público, tem atraído muita gente;
  5. O valor do salário diminuiu consideravelmente em relação aos salários oferecidos antigamente;
  6. Hoje menos pessoas saem do serviço público em relação a tempos anteriores.

 









© 2006 - 2018; webcid - Termos de Uso e Política de Privacidade