Como passar em concursos públicos - uma aprovação e uma decepção | webcid
Utilizamos cookies neste website para personalizar conteúdos e anúncios com o objetivo de fornecer recursos de mídia social e análise de tráfego. As informações de uso do nosso site são compartilhadas com parceiros de mídia social, publicidade e análise. Só utilize este website se concordar com nossos Termos de Uso e Política de Privacidade além das políticas para os serviços de terceiros utilizados neste website.
webcid.com.br

Como passar em concursos públicos

Quem já passou em concursos públicos fala como conseguiu ser aprovado.

 


Minha primeira decepção em concursos públicos

Era minha terceira vez que participava de concursos públicos. Tinha sido aprovado no primeiro, sem estudar; no segundo, sem estudar; então fui para o terceiro concurso público, também sem estudar. A sorte parecia estar do meu lado, ou eu era realmente bom em provas de concursos públicos. Nesse caso o verbo ser não deveria ser usado, mas sim o verbo estar. Quem está convencido usa sempre o verbo ser no lugar que deveria usar o verbo estar.

Fiz a inscrição e fui fazer a prova. As questões não pareciam difíceis. O concurso era para professor do ensino primário, ou seja, para dar aulas nas primeiras quatro séries do ensino fundamental. Eu acabara de fazer o curso magistério recentemente, era um "normalista", como diriam há muitos anos atrás.

Quando saiu o resultado, meu nome aparecia na lista dos aprovados. Não fiquei muito entusiasmado pois prestara o concurso sem muito interesse. Não tinha grandes pretenções na carreira do magistério, preferia a computação. Uma questão de opção: os desafios da computação, por maiores que fossem, nunca seriam maiores que os desafios de educar pessoas. Educar pessoas é muito mais complexo, muito mais humano e muito mais compensador. Se fôssemos olhar pelo lado financeiro, claro que ninguém escolheria o magistério, mas pelo lado humano de ver o outro aprender a escolha do magistério é certa.

Um belo dia recebo o comunicado, verbal e não oficial, de que surgira uma vaga para eu trabalhar em uma escola rural. Fiquei um pouco decepcionado, eu preferia trabalhar na cidade a ficar "socado no meio do mato", morando na casa de outras pessoas e vindo para casa somente nos finais de semana. Mesmo não sendo meu trabalho e local preferidos fui ver o que me esperava. Quando cheguei na secretaria de educação para me informar sobre onde iria trabalhar e outros detalhes a informação foi contraditória. Fui informado de que havera um equívoco e que ainda não era minha vez.

Voltei para casa com uma interrogação: realmente não era minha vez o aviso era um engano ou fora eu o enganado? O fato é que nunca obtive a resposta para essa dúvida. Nunca fui convocado para ocupar uma vaga de professor e com isso nunca entrei efetivamente para a carreira do magistério. Coisas da vida.

Conclusões:

Análises desta participação:

  1. Pela terceira vez consecutiva fui aprovado em um concurso público e isso, sem dúvida, levanta nossa auto-estima. Por outro lado nos deixa acomodados e o marasmo nunca é bom.
  2. O fato de ser aprovado três vezes consecutiva sem estudar indicou que meu nível de conhecimento era ótimo naquela época.
  3. Quando você consegue encaixar em um concurso com mais exigências a concorrêcia cai sensivelmente.
  4. Estar tranquilo na hora da prova é fundamental. Quanto maior o nervosismo, maiores são as chances de errar uma questão que se sabe com insegurança e as chances de dar um "chute" bem dado é anulada.

Por quê não fui chamado para assumir a vaga

  1. Infelizmente isso acontecia e felizmente hoje isso é raro pois os concursandos estão mais informados e procuram fazer valer o seu direito. Na época, mesmo se eu tivesse informação para procurar os meus direitos legais não o teria feito pois não era exatamente o que eu queria. Meu primeiro contato com sala de aula foi em 1980 e sempre achei facinante ver alguém aprender, mas a carreria do magistério não era o que eu realmente queria para o resto da minha vida.

Olegário Costa

 









© 2006 - 2018; webcid - Termos de Uso e Política de Privacidade